O que é

portuguesecoffee
“PORTUGUESE COFFEE – a blend of stories

“Portuguese Coffee – a blend of stories®” é um selo atribuído ao café transformado em Portugal que pretende promover e divulgar o “Café Português”, comunicando a sua elevada qualidade e tradição.

O café expresso português faz parte da nossa cultura, sendo já visto como um produto gastronómico nacional, salientando-se pela sua originalidade.

É um café diferente, com características próprias e únicas, reconhecidas pelos diferentes mercados, quer nacionais, quer internacionais, como um produto específico e diferenciado.

O nosso objectivo ao criar este selo é permitir ao consumidor identificar claramente a origem e transformação deste produto e assim aumentar a sua valorização e procura, permitindo às empresas nacionais aumentarem as suas exportações nos diversos mercados externos.

A AICC (Associação Industrial e Comercial do Café) é a entidade responsável pela estratégia de actuação, implementação e organização desta MARCA INSTITUCIONAL que representa o “Café Português”.

A AICC arrancou com esta marca em 2016, com o projecto “Portuguese Coffee HUB” que contou com o apoio de fundos comunitários, tendo em finais de 2020 dado inicio a um novo projecto denominado PORTUGUESE COFFEE – A BLEND OF STORIES® TO THE WORLD, cuja ficha técnica pode consultar aqui.

 

O QUE É O CAFÉ EXPRESSO PORTUGUÊS?

É uma “bebida obtida numa máquina expresso, a partir de um blend de café torrado, com um volume médio entre 35ml±5ml e com creme cor de avelã, denso e persistente. Organolepticamente é uma bebida aveludada, com corpo acentuado e bem equilibrada. Caracteriza-se por uma enorme complexidade aromática, por uma suave acidez, por um notável balanço de sabores e por um final de boca agradável e persistente”.

 

EM QUE SE DIFERENCIA?

  • Património cultural / Portugalidade
  • Tradição histórica e tradição / hábito de consumo diferenciado
  • Processo de Torra natural e tradicional; torra lenta
  • Diversidade e riqueza da matéria-prima
  • Biodiversidade – Combinação de várias Origens diversificadas
  • Creme persistente, cor de avelã: caracterização do produto
  • História emocional à volta do café expresso português
  • Experiência diferenciadora

O café português combina geralmente café de diferentes origens, formando assim os chamados “blends” e a torrefacção em Portugal é menos intensa comparativamente à torra escura usada noutros países, conferindo-lhe menos acidez e mais aroma, mais corpo e mais doçura.

A torrefacção em Portugal privilegia a torra média a média-escura, permitindo expressar o flavour regional associado a cada origem de café utilizada no blend, comparativamente a uma torra escura, o que resulta num café torrado com aroma e corpo realçado e uma doçura que oferece uma experiência sensorial de degustação que se quer prolongar e que cria memória no consumidor.

Em geral, o perfil de torra do café português é menos intenso preservando a essência do café, que se traduz por uma acidez fraca a média, um aroma forte e uma bebida encorpada.

Parâmetros técnicos a ter em conta na extracção da bebida de Café Expresso, numa máquina profissional
Parâmetro Expresso Português Outros Expressos
Massa de café torrado moído (dose) 6 – 7g 7g ± 0.5g
Pressão da água que atravessa a dose de café 9 bar 9 ± 1 bar
Temperatura da água à saída da máquina 90° ± 2°C 90 ± 2 ºC
Tempo de extracção 25s ± 5s 25 ± 2.5 s
Volume da bebida (incluindo creme) 35 ml ± 5ml 25 ± 2.5 ml
Cor do creme Avelã Mais escuro

 

CONTEXTO do Café em Portugal

O consumo em Portugal

80% dos portugueses consomem café diariamente e preferem fazê-lo na forma de “expresso”.

Fonte – AICC e European Coffee Federation

Em média, cada português bebe cerca de 2,5 chávenas de café, por dia o que corresponde a uma média de consumo (nacional) de café de 5 kg, por pessoa e por ano.

Fonte – AICC e European Coffee Federation

Comparação do consumo

Enquanto no resto da Europa apenas 20% do consumo de café é feito fora de casa e 80% é feito em casa, em Portugal esta tendência inverte-se… o nosso consumo é maioritariamente fora do lar! Esta era a tendência em Portugal, antes da Pandemia de COVID-19. Agora também nós aumentámos o consumo de café em casa! Mas em breve, voltaremos à rua, a consumir o verdadeiro EXPRESSO PORTUGUÊS!

Fonte – AICC

Sendo que a média de consumo de café (europeu) é de 6,4 kg, por pessoa e por ano;

A nível mundial a média de consumo de café é de 1,3 kg, por pessoa e por ano.

Fonte – ChartsBin (2015)

Apesar dos portugueses consumirem cada vez mais café, os líderes no consumo de café  são:

1 – Finlândia: 11,7 kg;

2 – Noruega: 9.4 kg;

3 – Dinamarca: 8.5 kg;

4 – Suécia: 8.1 kg;

5 – Suíça: 7.5 kg;

Fonte – International Coffee Organization (2012).

O consumo per capita em Portugal, quando comparado com o resto da Europa, parece baixo porque cá consome-se mais Café Expresso (dosagem menor), enquanto que fora de Portugal, o consumo de café é, geralmente, feito em café de saco ou de filtro, o que implica quantidade maiores.

Em relação ao número de pontos venda, em Portugal existe aproximadamente um estabelecimento para cada 160 habitantes, enquanto a média europeia ronda os 400 habitantes. Ou seja, nós temos o hábito de beber café na rua… Beber café para nós, é mais do que beber uma simples bebida; é socializar, ver amigos, conviver!

Oportunidade

O crescimento do mercado global de café (mercados asiáticos, sul americanos e africanos), aliado à exploração de outras formas de consumo de café constituem uma oportunidade para a internacionalização e crescimento de um sector tão caracterizador de Portugal. Daí a aposta de Portugal na exportação deste seu produto de qualidade reconhecida.

 

OBJETIVOS ESTRATÉGICOS DA MARCA “Portuguese Coffee – a blend of stories®”

  • Promover e divulgar os cafés feitos em Portugal;
  • Promover, preservar e divulgar o património e a nossa cultura de cafés;
  • Criar o conceito do café expresso português, enquanto experiência diferenciadora.

 

ESTRATÉGIA

  • Apostar numa comunicação emocional que crie relação e respire não só café, mas o que é ser português;
  • Promover e divulgar o Café Português, como um produto específico e diferenciador;
  • Aumentar a sua valorização e procura;
  • Certificar as marcas de café portuguesas.

 cofinanciado-por